titulo
pdf 1. Integrated building design for production management systems

Resumo/Abstract:
This work presents the results of a research, development and innovation (R&D&I) project that aimed at creating a Web Information System to support the development of integrated building design for production. This project has been coordinated by the director of a small building design firm, DWG Arquitetura e Sistemas, and has been granted by the largest research council in Brazil (FAPESP - The State of São Paulo Research Foundation), under a special program for technological innovation in small businesses.
DWG was founded in March of 1994 and it was the first independent design office in Brazil to specialise in masonry design for production using 3D models. The challenge was to break with the traditional methods of producing drawings by linking product information with the especification of production process at early stages of design development. It was evident that the development of masonry production system design plays a key role due to its myriad interfaces with other subsystems. Additionally, the elaboration of masonry design required intense coordination across the detail design phase and design coordination was incorporated within the scope of the R&D&I project. Initial results of integrating masonry design and design coordination demonstrated increased efficiency in identifying and solving problems related to interoperability, modularisation and technology.

Como citar:
FERREIRA, R. C. Integrated building design for production management systems. In KOCATÜRK, T.; MEDJDOUB, B. (org.). Distributed Intelligence In Design. Reino Unido: Wiley-Blackwell, 2011.

pdf 2. Algumas Abordagens para Representação Detalhada de Elementos de Paredes de Alvenaria
em Ferramentas BIM

Resumo/Abstract:
As novas ferramentas CAD que suportam o conceito de Building Information Modeling (BIM) baseiam-se na modelagem 3D da geometria do edifício instanciando objetos contidos em famílias. Alguns destes objetos possuem geometria bastante detalhada, enquanto outros se restringem às suas fronteiras mais externas. No caso do objeto “parede”, esta representação limita-se às suas faces externas e uma lista de camadas utilizadas para representar sua composição interna (núcleo e revestimentos). Esta representação torna o arquivo mais leve, favorecendo o desempenho da aplicação. No entanto, para projetos que necessitam de um nível de detalhe superior àquele oferecido por esta solução, como o projeto para produção de vedações verticais em alvenaria (PPVVA), uma representação 3D completa dos elementos da parede é importante. Neste cenário, surge uma questão: como representar os elementos da parede de maneira a atender aos requisitos do PPVVA e, ao mesmo tempo, não degradar o desempenho de manipulação do modelo BIM?
Este trabalho propõe duas abordagens principais, comparando-as de forma a identificar suas vantagens e desvantagens para subsidiar uma escolha. A estratégia básica adotada neste trabalho foi a criação de uma família especial na qual um conjunto de blocos já se encontra modelado internamente, utilizando-se um array paramétrico para replicar automaticamente estes blocos e assim compor paredes de qualquer comprimento e altura. Uma análise comparativa destas abordagens é apresentada, destacando-se as suas vantagens e desvantagens. A viabilidade den cada método foi estudada, restringindo-se ao software Autodesk Revit® Architecture 2009, considerando-se os processamentos para geração de vistas 2D e quantificação de componentes, bem como consumo de memória e processamento ligados a cada abordagem, npermitindo a tomada de decisão no nível de implementação.

Como citar:
MONTEIRO, A.; FERREIRA, R. C.; SANTOS, E. T. Algumas Abordagens para Representação Detalhada de Elementos de Paredes de Alvenaria em Ferramentas BIM. In ENCONTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL, 4., Rio de Janeiro, 17 a 19 de junho de 2009. Anais. Rio de Janeiro: Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2009.

pdf 3. Representation Paradigms For Masonry Modulation In BIM Tools

Resumo/Abstract:
New CAD tools which support the BIM (Building Information Modeling) concept are based on 3D modeling of buildings by instancing objects from component families. Some of these objects have detailed geometry while others are restricted to their outer boundaries. For example, in the “wall object” this representation usually is limited to its external faces, and a list of layers is used to represent its internal composition (core and finishes). This representation makes the file light, favoring the application performance. However, in designs that require a higher detail level than this solution supports, like the Masonry Design for Production (MDP), a complete 3D representation of wall components is important. In this context, a question arises: how to represent the wall elements in a way that fulfills the MDP requirements and, at the same time, do not degrade the handling performance of the BIM model? This work presents some approaches to representing masonry modulation: an explicit one (object families) and others where the representation is implicit (array /generative modeling). A comparative analysis is presented, highlighting their pros and cons like implementation complexity, ease of use and performance impact on the application. The feasibility of each method was studied on Autodesk Revit® Architecture 2009/2010 considering generation of 2D views and quantity take off tasks, as well as memory and CPU consumption for each approach, enabling decision making at the implementation level.

Como citar:
MONTEIRO, A.; FERREIRA, R. C.; SANTOS, E. T. Representation Paradigms For Masonry Modulation In BIM Tools. Gestão & Tecnologia de Projetos, v. 4, p. 54-75, 2009.

pdf 4. Building design coordination: comparing 2d and 3d methods

Resumo/Abstract:
Coordination of Mechanical, Electrical and Plumbing (MEP) systems among themselves andCoordination of Mechanical, Electrical and Plumbing (MEP) systems among themselves and with the architectural, structural and other building systems is an important, challenging and time consuming task on the design phase of multistory buildings. Many researchers have already expressed a critical view on the most widely adopted coordination process, which makes use of transparent trade drawings overlapped on a light table for detecting conflicts. The use of a 2D CAD system is nothing but a direct replacement for paper drawings and light table, not considerably changing the method. The authors of this paper, like others, advocate the use of 3D CAD for the coordination process as a more apt tool for this spatial task. Two studies were conducted to compare the performance of a 2D CAD-based coordination method to that of a 3D CAD supported process, both in terms of efficiency and efficacy. Both methods used 2D CAD drawings as input but the three dimensional process required subsequent solid modeling of all relevant building systems. Even with this additional burden, the 3D-based method outperformed the traditional one. Results show its higher efficiency as there was a significant decrease in the time spent for detecting interferences during the development of a masonry production design in an experimental study. The higher number of conflicts revealed in the plumbing design for a multistory building demonstrated also its increased efficacy in a case study.with the architectural, structural and other building systems is an important, challenging and time consuming task on the design phase of multistory buildings. Many researchers have already expressed a critical view on the most widely adopted coordination process, which makes use of transparent trade drawings overlapped on a light table for detecting conflicts. The use of a 2D CAD system is nothing but a direct replacement for paper drawings and light table, not considerably changing the method. The authors of this paper, like others, advocate the use of 3D CAD for the coordination process as a more apt tool for this spatial task. Two studies were conducted to compare the performance of a 2D CAD-based coordination method to that of a 3D CAD supported process, both in terms of efficiency and efficacy. Both methods used 2D CAD drawings as input but the three dimensional process required subsequent solid modeling of all relevant building systems. Even with this additional burden, the 3D-based method outperformed the traditional one. Results show its higher efficiency as there was a significant decrease in the time spent for detecting interferences during the development of a masonry production design in an experimental study. The higher number of conflicts revealed in the plumbing design for a multistory building demonstrated also its increased efficacy in a case study.

Como citar:
SANTOS, E. T., FERREIRA, R. C. Building design coordination: comparing 2d and 3d methods. In: CIB W78 – INTERNATIONAL CONFERENCE ON INFORMATION TECHNOLOGY IN CONSTRUCTION, 25, 2008. Anais. Universidad de Talca: Santiago, Chile, 2008.

pdf 5. Características da Representação 2D e suas Limitações para a Compatibilização Espacial

Resumo/Abstract:
Em artigo anterior (FERREIRA; SANTOS, 2004), os autores mostraram, através de um estudo de caso, como o uso do CAD 3D permitiu acelerar significativamente o desenvolvimento de um projeto de vedações e compatibilização de subsistemas em relação ao tradicional processo baseado em CAD 2D. Ao contrário do que se esperava, o mesmo caso não permitiu averiguar ganhos de eficácia na detecção de incompatibilidades espaciais, tendo ambos os métodos identificado essencialmente o mesmo número de conflitos. A hipótese para esse resultado foi a de que o projeto estudado no caso foi tão simples que não chegou a exigir o recurso 3D para identificação dos problemas. Com a finalidade de aprofundar esse estudo, analisou-se um conjunto significativo de projetos de vedações e compatibilização já realizados, buscando-se identificar padrões nas causas das incompatibilidades detectadas. Dentre essas causas, foram selecionadas aquelas em que o uso do CAD 3D potencialmente poderia auxiliar o projetista a evitar a interferência. Essas causas normalmente estão ligadas a limitações da representação 2D tradicional (plantas, elevações, cortes e simbologias), que induzem os projetistas das diversas disciplinas a soluções espaciais incompatíveis, por não permitirem a visualização clara das interferências.

Como citar:
FERREIRA, R. C.; SANTOS, E. T. Características da Representação 2D e suas Limitações para a Compatibilização Espacial. Gestão & Tecnologia de Projetos. V. 2, n. 2, p. 36-51, 2007. Disponível em http://www.saplei.eesc.usp.br:90/jornal/index.php/gestaodeprojetos.

pdf 6. O Processo De Inovação Tecnológica Nas Atividades De Front-Office Das Empresas De Serviço De Alto Contato

Resumo/Abstract:
O setor de serviços tem crescido bastante e está assumindo um papel cada vez mais importante na economia mundial. Devido à importância do setor de serviços e às suas especificidades, desenvolveu-se este estudo com o objetivo de entender o processo de inovação tecnológica nas empresas de serviço de alto contato. O estudo baseou-se em uma pesquisa exploratória qualitativa que usou um instrumento semi-estruturado para obter os dados. Este instrumento foi utilizado em um estudo de caso de uma rede de restaurantes que tem muitas filiais e que implementou uma inovação tecnológica objetivando a eficiência na operação de suas atividades de front-office. Esta inovação consiste em um sistema que o garçom utiliza para registrar os pedidos eletronicamente e enviá-los para a área de back office. Com base na entrevista com o gerente de TI da empresa observou-se que a decisão de adoção da inovação foi feita sem usar um processo estruturado. Além disso, observou-se que a motivação para adoção da inovação tecnológica está relacionada com a importância que a companhia dá para a redução dos efeitos da variabilidade e da inseparabilidade sobre suas atividades de front-office.

Como citar:
13. SILVA, N. S., FERREIRA, R. C., MENEZES, N. C., SOUZA, R. O processo de inovação tecnológica nas atividades de “front-office” das empresas de serviço de alto contato In: SEMEAD – SEMINÁRIOS EM ADMINISTRAÇÃO FEA/USP, 10, 2007, São Paulo. Anais. São Paulo: FEA/USP, 2007.

pdf 7. Uso do CAD 3D na compatibilização espacial em projetos de produção de vedações verticais em edificações

Resumo/Abstract:
Este trabalho tem como objetivo apresentar uma proposta de uso do CAD 3D para o desenvolvimento de projetos para produção de vedações verticais, sendo a compatibilização parte intrínseca do processo de projeto. A pesquisa foi organizada adotando-se três estratégias, com a finalidade de buscar sucessivas validações em relação às vantagens do uso do CAD 3D proposto quando comparado ao CAD 2D. As estratégias utilizadas foram: um estudo de caso piloto, um levantamento de dados e um experimento exploratório. O estudo de caso piloto e o experimento exploratório, nos quais foi utilizado o método proposto, possibilitaram concluir que o CAD 3D possui vantagens sobre o CAD 2D, sendo mais rápido e mais eficaz na verificação de interferências espaciais, especialmente em situações complexas. Através do levantamento de dados em projetos representados em CAD 2D, concluiu-se também que esse tipo de representação possui características que lhe conferem limitações e podem gerar erros de análise. Foram identificadas cinco características básicas da representação em 2D, que podem induzir a erros: ambigüidade, simbolismo, simplificação, omissão e fragmentação. Estas conclusões validaram a proposta usando o CAD 3D para o desenvolvimento de projetos de vedações. A proposta deste trabalho apresenta vantagens em relação ao método corrente de desenvolvimento de projetos com o CAD 2D. Estas vantagens estão relacionadas principalmente à maior facilidade de visualização e uso efetivo de recursos automáticos disponíveis nos pacotes CAD de identificação de interferências, reduzindo os problemas da representação em 2D. Desta forma, a compatibilização torna-se um processo muito mais preciso e rápido. O método proposto está baseado em modelos de gestão mais modernos, como a engenharia simultânea, incluindo a redução de tempo gasto em atividades que não agregam valor, além de preparar para o uso de ferramentas mais avançadas como o BIM (Building Information Modeling).

Como citar:
FERREIRA, R. C. Uso do CAD 3D na compatibilização espacial em projetos de produção de vedações verticais em edificações. 161 p. 2007. Dissertação (mestrado) - Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, 2007.

pdf 8. Modelagem Sistêmica de Projetos de AEC em UML

Resumo/Abstract:
O uso intensivo de Sistemas de Informação é uma possível solução para a integração das atividades de projeto na indústria de Arquitetura, Engenharia e Construção (AEC), permitindo que decisões sejam tomadas ainda na fase de projeto e, conseqüentemente, evitando-se retrabalhos em obra. Neste sentido, esforços têm sido realizados para padronizar conceitos e terminologias de AEC, como a norma ISO 12006-2 e o padrão IFC, permitindo a troca e armazenagem de informações,. Ambos são baseados na linguagem EXPRESS assim como o padrão industrial STEP. Entretanto, as representações de informação usadas na indústria de produtos não são as mais adequadas para a Engenharia de Software, onde as representações semânticas envolvem não somente a representação estrutural da informação, mas também a representação comportamental. Este artigo contribui com uma visão de implementação em UML da informação de um projeto de AEC e tornam explícitas, sob a ótica do desenvolvimento de software, as relações semânticas existentes. Os resultados desta pesquisa foram obtidos através da realização de um estudo de caso de projeto de produção em CAD 3D dos subsistemas alvenaria e revestimento para um edifício residencial. A partir das observações do estudo de caso foi feita a modelagem em UML dos objetos pertinentes. O principal resultado obtido foi a representação explícita das interfaces entre objetos AEC.

Como citar:
FERREIRA, R. C.; GONÇALVES, R. F.; SANTOS, E. T.; PESSÔA, M. S. Modelagem Sistêmica de Projetos de AEC em UML. Gestão & Tecnologia de Projetos. V. 2, n. 2, p. 36-51, 2007. Disponível em http://www.saplei.eesc.usp.br:90/jornal/index.php/gestaodeprojetos/issue/view/10.

pdf 9. Limitações da representação 2D na compatibilização espacial em projetos de edifícios e a aposta no CAD 3D como solução

Resumo/Abstract:
Em artigo anterior (FERREIRA; SANTOS, 2004), os autores mostraram, através de um estudo de caso, como o uso do CAD 3D permitiu acelerar significativamente o desenvolvimento de um projeto de vedações e compatibilização de subsistemas em relação ao tradicional processo baseado em CAD 2D. Ao contrário do que se esperava, o mesmo caso não permitiu averiguar ganhos de eficácia na detecção de incompatibilidades espaciais, tendo ambos os métodos identificado essencialmente o mesmo número de conflitos. A hipótese para esse resultado foi a de que o projeto estudado no caso foi tão simples que não chegou a exigir o recurso 3D para identificação dos problemas. Com a finalidade de aprofundar esse estudo, analisou-se um conjunto significativo de projetos de vedações e compatibilização já realizados, buscando-se identificar padrões nas causas das incompatibilidades detectadas. Dentre essas causas, foram selecionadas aquelas em que o uso do CAD 3D potencialmente poderia auxiliar o projetista a evitar a interferência. Essas causas normalmente estão ligadas a limitações da representação 2D tradicional (plantas, elevações, cortes e simbologias), que induzem os projetistas das diversas disciplinas a soluções espaciais incompatíveis, por não permitirem a visualização clara das interferências.

Como citar:
FERREIRA, R. C.; SANTOS, E. T. Limitações da representação 2D na compatibilização espacial em projetos de edifícios e a aposta no CAD 3D como solução. In ENCONTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL, 3., Porto Alegre, 11 e 12 de julho de 2007. Anais. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2007. 10 p., 1 CD-ROM.

pdf 10. A percepção de interferências espaciais através de desenhos 2D e modelos 3D por profissionais de projeto

Resumo/Abstract:
Esta pesquisa teve por objetivo buscar evidências que apoiassem qualitativamente a identificação das limitações da representação 2D frente aos modelos 3D, para o desenvolvimento de projetos de edifícios e, particularmente, na análise de interferências espaciais. O método de pesquisa foi conduzido através de um experimento em que profissionais da área de projeto foram submetidos a analisar informações em representações no CAD 2D e, em seguida, em CAD 3D, descrevendo suas percepções sobre esses modelos. Os experimentos foram gravados em áudio e vídeo e posteriormente analisados pelos pesquisadores, tendo sido possível destacar, a partir de palavras-chave e expressões, resultados positivos para o uso de modelos tridimensionais no desenvolvimento de projetos.

Como citar:
FERREIRA, R. C.; SANTOS, E. T. A percepção de interferências espaciais através de desenhos 2D e modelos 3D por profissionais de projeto. In WORKSHOP BRASILEIRO DE GESTÃO DO PROCESSO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS, 7., Curitiba, 6 a 7 de dezembro de 2007. Anais. Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2007, 6 p., 1 CD-ROM.

pdf 11. The scenario and trends in the Brazilian IT construction applications’ experience

Resumo/Abstract:
IT application in emerging countries faces many specific constraints, not only in infrastructure but also from cultural and economic differences. In Brazil, despite quite satisfactory IT technical education with qualified staff, we have encountered AEC professionals with insufficiently well-developed IT skills, except in CAD systems. This has contributed to a full range of potential IT uses not being considered by the large majority of companies. Most of these companies are small and medium-sized organizations, with limited budgets and technical capacity. The greater part of the market happens to be outside the regulatory context and so, they are not particularly concerned with quality and productivity. The construction sector scenario is therefore reflected in the IT companies, the majority of which are small companies developing customized proprietary systems, thus creating inter-operability difficulties. On the other hand, only a few large contractors have begun to use ERP systems, due to the financial investment and time required to implement them. Besides these barriers, some other factors are also pushing the envelope, requiring more intensive IT use. This is mainly as a response to the formal competitive market that requires quality systems and new trends in documentation and management. To overcome these difficulties some urgent actions have been listed: i.e. improvements in IT education for AEC professionals and cooperative development programs for IT and construction companies.

Como citar:
SCHEER, S.; LEUSIN DE AMORIM, S. R., SANTOS, E. T.; FERREIRA, R. C.; CARON, A. M. The scenario and trends in the Brazilian IT construction applications’ experience. Editorial on construction information technology in emerging economies. Journal of Information Technology in Construction. v. 12, p. 193-206, 2007. Disponível em http://www.itcon.org/2007/13.

pdf 12. Análise de Custos Relacionados a Desperdícios em Obra e a Utilização de Projetos Para Produção

Resumo/Abstract:
O projeto de vedações tem o potencial de promover a compatibilização entre as vedações e os principais subsistemas do edifício (estrutura, revestimentos e instalações prediais), uma vez que a análise das interfaces entre os mesmos, em função da sua natureza construtiva, obriga o projetista a buscar as soluções a eventuais interferências. Este artigo tem como objetivo apresentar os resultados de redução de custos de produção a partir da adoção do projeto para produção de vedações. Utilizou-se como estudo de caso um projeto real, desenvolvido por um dos autores. O método de pesquisa utilizado foi comparar os custos da solução obtida com a adoção do projeto de vedações com os custos hipotéticos da execução da obra sem este projeto de produção. Os resultados desta pesquisa mostram a economia real de custos a partir da solução dos problemas detectados pelo desenvolvimento de projeto para produção de vedações. A análise de 58% dos problemas detectados pelo projeto utilizado como estudo de caso apontou um resultado de economia maior que o investimento direto na contratação deste projeto.

Como citar:
FERREIRA, R. C.; SANTOS, F. A.; MELHADO, S. B. Análise de Custos Relacionados a Desperdícios em Obra e a Utilização de Projetos Para Produção. IV SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GESTÃO E ECONOMIA DA CONSTRUÇÃO, 4., e ENCONTRO LATINO-AMERICANO DE GESTÃO E ECONOMIA DA CONSTRUÇÃO, 1. Anais. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 24 a 26 de outubro de 2005. 1 CD-ROM.

pdf 13. O Impacto do Uso do CAD 3D na Construção de Edifícios

Resumo/Abstract:
O objetivo deste artigo é discutir o atual estado do uso de sistemas CAD 3D na construção de edifícios e, conseqüentemente, quais os impactos efetivos que a implantação destes sistemas poderiam gerar sobre as empresas e, eventualmente, sobre o subsetor. A construção de edifícios é um dos subsetores do macro-setor da construção civil, que, por sua vez, é responsável por uma parcela significativa da economia do país, com participação de 15,5% do PIB nacional, segundo o último levantamento do CONSTRUBUSINESS 2003 (FIESP, 2003). Nesta pesquisa, através do Plano Estratégico para Ciência, Tecnologia e Inovação na área de Tecnologia do Ambiente Construído com ênfase na Construção Habitacional (ANTAC, 2002), identificaram-se “tendências de mudança na organização do macro-complexo da construção”. Dentre as quais, destacou-se o uso de PRO-5768 – Sistemas de Informação na Produção - Artigo_final.doc - 11/9/2005 2 tecnologias da informação, como motor para a melhoria do setor, tendo como um dos destaques o uso de sistemas CAD 3D.

Como citar:
FERREIRA, R. C.; PESSÔA, M. S. D. P. O Impacto do Uso do CAD 3D na Construção de Edifícios. São Paulo: Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 2005. Trabalho não publicado apresentado na disciplina de Sistemas de Informação na Produção.

pdf 14. Uma aplicação de Data Warehouse com CAD para Projetos de Edificações

Resumo/Abstract:
Observa-se a tendência ao uso de um modelo único de informações para o desenvolvimento do projeto de edifícios, chamado de BIM (“Building Information Modeling”), em diversos pacotes comerciais de CAD para construção. Essa abordagem caminha na direção da integração de informações geométricas do edifício e de controle do processo de desenvolvimento de projetos nessa área. Tendo em vista esta tendência, o objetivo deste artigo é investigar o uso de banco de dados multidimensionais aplicado na área de CAD (“Computer Aided Design”) para a construção de edifícios.

Como citar:
FERREIRA, R. C.; MACHADO, V. D. S. Uma aplicação de Data Warehouse com CAD para Projetos de Edificações. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - Faculdade de Engenharia Elétrica, 2005. Trabalho não publicado apresentado na disciplina de Sistemas de Banco de Dados e Suas Diferentes Estruturas.

pdf 15. Comparação entre os resultados de percepção de problemas relacionados à compatibilização geométrica em projetos para produção de vedações, usando CAD 2D e CAD 3D

Resumo/Abstract:
Há mais de 10 anos, em alguns centros urbanos desenvolvidos do Brasil, empresas construtoras de edifícios vêm utilizando o serviço de Projeto de Vedações e Compatibilização. Este serviço fornece documentos para produção do subsistema de vedações em obra e resulta da integração deste com os demais subsistemas. O CAD 3D (modelagem tridimensional assistida por computador) constitui uma tecnologia já bastante consolidada em muitos ramos da Engenharia, mas que ainda tem sido pouco utilizada na Construção Civil, que atualmente desenvolve quase a totalidade seus projetos utilizando CAD 2D. Os recursos do CAD 3D indicam que seu uso é recomendável na elaboração do projeto de vedações e, mais ainda, para compatibilização de projetos, pois esta demanda boa visualização espacial de todos os subsistemas tendo como objetivo a identificação de interferências. Assim, este trabalho procura apresentar elementos visando comprovar a hipótese de que o desenvolvimento deste tipo de projeto em sistemas CAD 3D é mais eficaz se comparado aos projetos desenvolvidos em ambiente 2D. O método consistiu da realização de um estudo de caso, no qual dois escritórios desenvolveram um mesmo projeto, um utilizando CAD 2D e o outro CAD 3D. Como contribuição adicional, este artigo apresenta uma análise da percepção de problemas relacionados à compatibilização geométrica entre subsistemas do edifício.

Como citar:
FERREIRA, R. C.; SANTOS, E. T,; CODINHOTO, R. Comparação entre os resultados de percepção de problemas relacionados à compatibilização geométrica em projetos para produção de vedações, usando CAD 2D e CAD 3D. In: SEMINÁRIO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL, 2., 2005, São Paulo. Anais. São Paulo: Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, 2005, 10p. 1 CD-ROM.

Projeto Integrado, Inovação e BIM ::: 55 11 3266 5595 ::: dwg@dwg.arq.br